Festival internacional de jantares compartilhados em São Paulo gera negócios através de “moeda virtual” o bitcoin

Mercado bitcoin
Mercado bitcoin

Dinneer no mercado Bitcoin

Se o avanço da tecnologia foi o responsável pelo nascimento de ferramentas de economia compartilhada que movimentam bilhões em todo o mundo e o mercado Bitcoin.

A penetração delas nos mais cotidianos dos atos tornaram possível a contratação de serviços de hospedagem,  transporte e refeições compartilhadas em apenas alguns cliques.

Como se já não fosse disruptivo o bastante, a empresa brasileira Dinneer realizadora do festival internacional de jantares compartilhados.

A edição São Paulo www.globalfoodweek.com passou a aceitar dos apaixonados por experiências gastronómicas.

O que é Bitcoin

A moeda virtual Bitcoin, fechando um ciclo digno de distopia futurista que está revolucionando os meios de pagamentos e recebimentos em todo o mundo.

“A implementação do meio de pagamento foi um pedido dos próprios participantes,” afirma, Flavio Estevam, responsável pela empresa Dinneer que realiza o Global Food Week em 46 países.

Eram pelo menos dez e-mails por semana, contabiliza.

“No último festival realizado em Toronto, tivemos dezenas de pedidos de participantes mas na época não aceitávamos a moeda.

Em São Paulo não estão sendo diferente, já temos alguns jantares confirmados e pagos com Bitcoin.

Além de não pagarmos nada de tarifa, a transação é muito eficiente.”, conta Estevam. “Tiro certo. Até fevereiro, onze jantares tinham sido pagos com bitcoins.”

Entre as experiências que você encontra no Global Food Week, chefs profissionais e cozinheiros amadores de outras nacionalidades servem em suas próprias casas.

Pratos típicos de seus países como Portugal, Argentina, Itália, Haiti, China, Peru e México.

O Global Food Week que vai de 09 a 18 de março, já está aceitando inscrições de Anfitriões que desejam cozinhar em suas próprias casas.

E também daqueles que desejam reservar uma experiência diferente.

Inscreva-se e saiba mais: www.globalfoodweek.com

Muito além da comida, a proposta é uma verdadeira imersão cultural possibilitando experimentar pratos típicos.

Preparados por expatriados de todos os cantos do mundo sem sair de São Paulo.

Deixe seu comentário